A Alice de Burton






Charles Lutwidge Dodgson gostava de jogos e adorava crianças. Sobretudo as meninas. Passou quase toda sua vida criando enigmas e cálculos matemáticos, desenhando e fotografando meninas nuas. Com a autorização das mães, é claro.
Ao que tudo indica, ele só gostava de fotografar e desenhar mesmo e nunca foi além disso. Tanto que antes de sua morte exigiu que as fotos e desenhos fossem entregues às modelos ou destruídas. De um acervo que estima-se incontável restaram apenas 5 fotos.
Mas a paixão por crianças e jogos talvez tenham inspirado Charles para a obra que o tornaria imortal. Com o pseudônimo de Lewis Carrol ele escreveu em 1865 "Alice's Adventures in Wonderland", um dos clássicos da literatura infanto-juvenil de todos os tempos, hypada na época por Oscar Wilde e pela propria rainha Vitória.
O primeiro filme baseado no livro Alice no País das Maravilhas foi feito em 1903 no Reino Unido. Era um filme mudo, dirigido por Cecil Hepworth e estrelado por May Clark no papel de Alice (Clique no link e assista no YouTube, vale a pena!).
O segundo filme foi feito em 1951, pelos estúdios Walt Disney e tornou-se um dos clássicos do cinema.
Em março de 2010 será lançado nos Estados Unidos, a versão do celebrado diretor Tim Burton, também pelos Estúdios Disney.
Tim Burton's Alice in Wonderland faz parte de um projeto da Disney para uma série de filmes em 3D e Imax3D, em parceria com o diretor.
O próximo trabalho de Tim Burton para a Disney deve ser Frankenweenie. Baseado em um fantástico curta de Tim Burton, de 1984 (veja o video abaixo).
Mas por enquanto, todas as atenções são para a releitura de Alice. Burton confessou que não se sentia muito atraído pela história de Lewis Carrol e deu a ela uma nova dinâmica, situando a narrativa 10 anos depois do original. A Alice de Burton é uma mocinha de 17 anos, fugindo de um casamento arranjado.
A mocinha é a bela atriz australiana Mia Wasikowska, de 20 anos. Johnny Deep, o eterno muso de Burton, faz o Chapeleiro Maluco.
No Brasil a estréia está prevista para Abrilde 2010.



0 comentários:

Coco Avant Chanel





Ela foi de uma época em que as mulheres desejavam mais do que tudo livrarem-se dos espartilhos e dos chapéus emplumados. Mas só ela teve coragem de dar o primeiro passo, rompendo com as convenções e criando o perfil da mulher do século XX.
Ela nasceu Gabrielle Bonheur Chanel, em 19 de agosto de 1883 no povoado de Saumur. Tinha 4 irmãos (2 meninos e 2 meninas) e, após a morte prematura da mãe, Gabrielle e as irmãs foram enviadas a um colégio interno pois o pai, que era caixeiro viajante, não tinha como cuidar das filhas.
Ela saiu do colégio em 1903 e tentou ser vendedora, bailarina e atriz. Em busca de amantes ricos foi trabalhar como balconista em um cabaret. Dessa época vem o apelido Coco, tirado da canção “Qui qu´a vu Coco dans le trocadero?“, que ela vivia a cantar.
Aos 25 anos conheceu Etienne Balsan, um rico comerciante de tecidos com quem viveu durante alguns anos até conhecer o milionário inglês Arthur Boyle, o grande amor de sua vida.
Boyle não só a introduziu na alta sociedade parisiense como também ajudou-a a iniciar um negócio que rapidamente se transformaria em um império. Era uma loja de chapéus que levava seu sobrenome e, a partir daí, Gabrielle seria conhecida como Chanel.
O romance com Boyle não durou muito. Ele a deixou para casar-se com uma inglesa e morreu logo em seguida em um trágico acidente de carro.
É nesse período que a Chanel torna-se uma maison de couture, vendendo também trajes de banho e para montaria. Chanel introduz as calças masculinas na moda feminina, com um sucesso que antecessoras muito mais importantes que ela, como Maria Antonieta, não conseguiram emplacar.
É essa parte da vida de Mademoiselle (como era carinhosa e respeitosamente chamada por todos no mundo da moda) que mostra o filme Coco Before Chanel, dirigido por Anne Fontaine e estrelado pela premiada atriz Audrey Tautou (de Amélie Poulain, O Apartamento Espanhol, As Bonecas Russas e O Código Da Vinci).
Coco Chanel revolucionou a moda, os costumes e construiu um grande império. No auge de sua fama, durante a década de 30, empregou 4.000 funcionários e chegou a vender 28.000 peças em um único ano. Entre sua clientela teve nomes como Grace Kelly, Marlene Dietrich, Ingrid Bergman e Jacqueline Kennedy.
Durante a Segunda Guerra Mundial, com a queda dos negócios no mundo da moda, chegou a trabalhar como enfermeira. Nessa época apaixona-se por um oficial nazista e acaba exilada na suíça até 1958. O retorno a Paris marca a retomada dos negócios e um novo direcionamento para a grife.
Coco Chanel morreu aos 87 anos, no dia 10 de janeiro, em uma das suítes do Hotel Ritz.
Presente em 100 países a empresa hoje é propriedade de Alain e Gerard Wertheimer, com Karl Lagerfeld assinando as criações. O faturamento anual da grife é estimado em US$ 2.8 bilhões e o valor da grife em US$ 6.35 bilhões.
O filme teve sua avant premiére durante a primavera de Paris e estréia nas principais capitais do mundo em 25 de setembro. No Brasil a previsão é 30 de outubro.

Coco Chanel, as outras

Lançada no começo de 2008 a minisérie Coco Chanel, produzida pela Alchemy Television, trouxe a oscarada Shirley MacLaine interpretando a personagem título.
Anna Mouglalis (de Ligações Criminosas) está no filme Coco Chanel & Igor Stravinsky, de Jan Kounen. Com avant premiére no Festival de Canes 2009 o filme só será lançado oficialmente na França em janeiro de 2010.

Participe da comunidade Coco Before Chanel no Facebook.

0 comentários:

É Proibido Fumar



A moda da nova Idade Média é a perseguição aos tabagistas em um remake da Inquisição e da caça às bruxas, levantando uma onda de discriminação que nem os usuários de crack jamais experimentaram.
Em contrapartida, a outrora mãe de todas as drogas, a maconha, é a estrela de uma premiada série de TV e vira até marca de shampoo.
Em maio deste ano o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deu uma entrevista ao jornal inglês The Guardian defendendo a discriminalização da maconha. Ele estava em Londres participando de um evento da Comissão Latino-Americana para Drogas e Democracia, co-presidida por ele e por outras personalidades latino-americanos, como o ex-presidente da Colômbia César Gaviria e os escritores Mario Vargas Llosa e Paulo Coelho.
A comissão foi criada em 1998 para levar uma visão latino-americana às discussões da ONU sobre a luta contra as drogas. Fernando Henrique disse ao The Guardian que é chegada a hora para uma "mudança de paradigma" no debate sobre as drogas.
E como a teoria nunca antecede a prática, essa "mudança de paradigma" explica o sucesso da série Weeds, escrita por Jenji Kohan, produzida pela Lionsgate Television para o canal pago Showtime. No Brasil a série é exibida também pelo canal GNT.
Com 5 temporadas, a série estreou em agosto de 2005 e conta a história de uma dona de casa viúva num subúrbio da Califórnia (claro!) que, para ganhar a vida, começa a vender maconha para sua animada vizinhança.
Indicada muitas vezes para os prêmios mais importantes do segmento, a série levou pro cafofo um Emy de melhor atriz de comédia (Mary-Louise Parker - 2006).
A cannabis ou maconha, também conhecida como marijuana ou hemp, é a base de um dos mais badalados produtos de beleza do momento. Lançado pela empresa Alterna Hair Care a linha Hemp Shampoos é vendido livremente nas melhores casas do ramo. Os shampoos, condicionadores, reparadores e modeladores da linha Hemp prometem cabelos mais bonitos e saudáveis. E eu acho que penteados muito loucos também.
A abominável ervinha do capeta já produziu fenõmenos de união nas praias da Zona Sul carioca como os "apitaços" na praia de Ipanema, passou pelos camarins e platéias dos melhores shows de música atual, incentivou a prática do mergulho no litoral do Rio de Janeiro, foi parar nas passarelas do mundo fahsion quando virou tecido e fez surgir até um Coletivo Marcha da Maconha do Rio de Janeiro, com bem sucedidas marchas em 2008 e 2009.
Recentemente foi publicada também uma lista com os 10 maconheiros (assumidos) mais bem sucedidos do mundo, entre eles Arnold Schwarzenegger, Stephen King, o prefeito de N.Y. Michael Bloomberg, Michael Phelps e Barack Obama.
Mas a novidade mesmo é o Hash, Marijuana & Hemp Museum. Isso mesmo, o museu da maconha, em Amsterdã (claro). Nada mais justo, afinal o que a maconha tem demais é história :
• 6000 A.C.
A Maconha era usada como comida na China.

• 4000 A. C
Tecidos feitos com a erva foram usados na China. Foram encontradas fibras de maconha neste período e também no Século I na Turquia.

• 2727 A. C.
Primeiro registro da maconha sendo utilizada pela medicina como fármaco. Em diversas partes do mundo a humanidade tem utilizado a maconha para curar os mais diversos problemas de saúde.

• 1500 A. C.
A maconha é cultivada na China para alimentação e vestuário. Suas fibras eram utilizadas para se tecer os mais finos panos.

• 1200 – 800 A.C.
A planta da maconha é citada no Atharva Veda, livro sobre medicina sagrada para os hindus, como uma das 5 ervas mais sagradas da Índia. Era usada na medicina e em rituais de oferenda para Shiva.

• 700-600 A. C.
O Zend-Avesta, livro sagrado para a religião persa , composto por diversos volumes, se refere à maconha como um bom narcótico.

• 700-300 A. C.
Tribos bárbaras deixam folhas da erva em tumbas como uma oferenda aos mortos.

• 500 A. C.
As tendas dos bárbaros eram decoradas com folhas de Cananabis.

• 500 A. C.
A erva é introduzida no norte da Europa pelos bárbaros. Uma grande quantidade de folhas e sementes da planta datada desta época foi encontrada próximo a Berlim na Alemanha.

• 500 – 100 A. C.
A maconha se espalha pela Europa

• 430 A. C.
O filósofo grego Heródoto registra o uso da maconha como recreativo e ritualístico .

• 100 – 0 A. C.
As propriedades psicotrópicas da maconha são mencionadas no livro sobre ervas do inperador chinês Pen Ts´ao Ching.

• 70
Dioscorides menciona o uso da maconha como medicamento romano.

• 170
O romano Galeão declara os efeitos psicológicos do uso de semente de maconha.

• 500-600
O Talmud judeu menciona a sensação de euforia ao utilizar maconha.

• 900 – 1000
Estudiosos debatem os prós e contras de se comer maconha. Seu uso é difundido pelas arábias.

• 1090-1256
Na Pérsia, o velho da montanha convocava comitivas de homens para se tornarem assasssinos. Esta lenda se desenvolveu , associando os assassinos ao uso de haxixe. Esta lenda foi descrita em diversos contos que relatavam os inebriantes efeitos da Cannabis e dos usos do haxixe.

• 1200
A Cannabis é introduzia no Egito durante a dinastia de Ayyuib na ocasião em que o país foi influenciado por místicos devotos da erva oriundos da Síria.

• 1155-1221
A lenda persa do mestre sufi, o Shiek Haidar´s ok Khorasan´s declara como descoberta pessoal a Cannabis e sua subseqüente difusão pelo Iraque, Egito e Síra. Muitas narrativas da época declara que o uso da maconha é inebriante.

• 1200
A monografia mais antiga sobre o haxixe foi escrita. Seus escritos, infelizmente, perdidos.

• 1200
Os árabes levam plantas da erva para à costa de Moçambique na África.

• 1231
O haxixe é introdizido no Iraque pelo calife Mustansir.

• 1271-1295
Durante os relatos da viagem de Marco Polo ao oriente ele relata a história dos assassinos do velho da montanha e do uso de haxixe feito pos estes. Foia primeira vez que um relato sobre a Cannabis teve repercussão na Europa.

• 1378
O otomano Emir Soudoun Svheikouuni foi o primeiro soberano a se manifestar contra o uso do haxixe para aliemntação.

• 1526
Babur Nana, o fundador do império Mouro, aprende sobre o uso do haxixe no Afeganistão.

• 1549
Escravos angolanos trazem brotos de Cannabis para as plantações de cana-de-açúcar no nordeste do Brasil. Os senhores permitiam que eles plantassem Canabis entre as canas e que fumassem ela durante a colheita.

• 1550
O poema épico Benk u Bode, escrito por Mohameed Ebn Soleimam Foruli, de Bagdá, desenvolve uma alegoria dialética a respeito da batalha entre o vinho e o haxixe.

• 1600
O uso de haxixe, álcool e ópio se dissemina pela população de Costantinopla.

• 1606-1632
Os franceses e britânicos cultivam a erva de cannavis nas colônias de Port Royal, Virgínia e Plymouth.

• 1690
O haxixe se torna a principal moeda de troca entre a Ásia central e o sul da Ásia.

• 1798
Napoleão dercobre o habitual uso de haxixe pelos egípcios. Ele proíbe seu uso, mas os soldados retornam a França com a tradição de seu uso.

• 1800
A produção de haxixe se expande pela Rússia e China.

• 1809
Antoine Sylvestre, um estudioso árabe , associa a eimológia das palavras haxixe e assassino.

• 1840
Na América, a preparação medicinal da cannabis é permitida. O haxixe se encontra a venda em farmácias persas.

• 184
É inaugurado o clube do haxixe em Paris, França.

• 1843
O haxixe aparece na Grécia.

• 1870-1880
Primeiro relato do fumo de haxixe na Grécia. O cultivo da erva é difundido pela região.

• 1890
O governo grego poribe o uso e cultivo do haxixe.

• 1890
O haxixe se torna ilegal na Turquia.

• 1893- 1894
É criado, na Índia, um comitê de drogas feitas de maconha.

• 1893-1894
80 toneladas de haxixe são legalmente importandas da Ásia Central para aÍndia.

• 1906
É regularizado, na Ásia, o comércio de produtos que contenhma álcool, ópio, cocaína, Cannabis, entre outros.

• 1910
No Oriente Médio, o fumo de haxixe é extremamente popular.

• 1915-1927
A maconha se torna proibida nos estados americanos de Califórnia, Texas. Louisiania e Nova Iorque.

• 1920
Metaxus, ditador grego, proíbe o uso de haxixe.

• 1920
Haxixe é proibido no Egito, Grécia, Turquia e Ásia Central.

• 1926
A produção libanesa de haxixe é proibida.

• 1928
O uso recreativo da cannabis é proibido na Inglaterra.

• 1920-1930
Uma maconha de alta qualidade é produzida na Turquia na região de fronteira com a Grécia.

• 1930
A China exporta cerca de 90 toneladas de haxixe legalmente para a Índia.

• 1930
Os impostos sobre haxixe continuam sendo cobrados legalmente na índia e Ásia Central.

• 1934-1935
O governo chinês acaba com os cultivos de Cannabis, assim como seu tráfico. O haxixe produzido legalmente e ilegalmente se torna totalmente ilegal em toda a China.

• 1936
Uma porpaganda produzida pelo governo norte-americano tem como objetivo evitar que jovens se utilizem de maconha.

• 1937
A maconha se torna ilegal em todos os estados na América do Norte

• 1938
O estoque de haxixe na China quase se esgota.

• 1940
A tradição grega de fumar haxixe cai por terra.

• 1941
O governo indiano considera cultivar haxixe na região da Kashemira, já que a produção chinesa sessou.

• 1941-1942
A região do Nepal se torna fornecedora de haxixe para a Índia durante a Segunda Guerra Mundial.

• 1945
O consumo de haxixe continua legalizado na Índia.

• 1945-1955
O uso de haxixe floresce na Grécia novamente.

• 1950
O comércio de haxixe entre Índia e China continua proibido.

• 1962
Marrocos produz sua primera leva de haxixe.

• 1963
A policia turca apreeende 2,5 toneladas de haxixe.

• 1965
Primeiro relato da produção de haxixe no Afeganistão.

• 1965
O Governo marroquino destrói todas as plantações de haxixe em sua cadeia de montanhas.

• 1967
O primeiro óleo a base de haxixe é produzido na Califórnia.

• 1969
O haxixe afegão se populariza

• 1970-1973
Imensos campos de Cannabis são cultivados pelo Afeganistão. Muitos anos depois, a produção desse cultivo estaria disponível à venda.

• 1972
O governo do presidente norte-americano Richard Nixon estuda que o uso medicinal da maconha seja legalizado, mas o pedido é negado. Pesquisas médicas sobre o assunto dão continuidade.

• 1973
Uma maconha libanesa de alta qualidade é exportada pela Europa.

• 1973
A produção da varoação afegã da macanha é introduzida na América do Norte.

• 1973
O Nepal bane as lojas de canabis, bem como sua exportação.

• 1973
O governo afegão torna a produção e venda de haxixe ilegal.

• 1975
As nações unidadas criam um comitê para estudar o uso medicinal da maconha.

• 1978
Algumas plantações de Cannabis ainda são encontradas pelo Nepal, apesar da proibição.

• 1980
O Marrocos é um dos poucos países há ainda produzir e exportar maconha.

• 1980
Haxixe é produzido na fronteira do Paquistão com o Afeganistão durante a guerra entre soviéticos e afegãos.

• 1980
A qualidade do haxixe libanmes decai.

• 1983-1984
Algumas levas de haxixe turco de alta qualidade aparecem no mercado.

• 1985
Uma pequena produção de haxixe é feita ilegalmente na China.

• 1986
Os estoques de haxixe afegãos se esgotam completamente na Holanda e América.

• 1987
O governo marroquino novamente destrói cultivos de Cannabis em seu território.

• 1988
O uso medicinal de maconha é legalizado pelas Nações Undias.

• 1993
A maconha é erradicada totalmente do Marrocos.

• 1994
A produção de haxixe ainda é feita na fronteira do Paquistão.

• 1995
Amsterdam cria os coffe-shops para uso e apreciação de maconha.

• 2001
O secretário de Estado da Inglaterra, David Blunkett, propõe que a maconha não seja mais classificada como droga ilegal mas seu pedido é negado.

• 2003
O Canadá torna-se o primeiro país no mundo a utilizar marijuana de forma medicinal.

0 comentários: