A Moda da Nova Idade Média

Cazuza, um dos grandes poetas da música brasileira, cantou uma vez "...a moda da nova Idade Média, a mídia da novidade média.."
Os poetas são geniais. Principalmente pelas complexas imagens que criam usando apenas a tinta das palavras nas telas de nossas mentes. Tudo é imagem e arte é a forma de criá-las (ou recriá-las) de forma intensa e definitiva não importando qual sejam os meios ou instrumentos. 

Conheci algumas pinturas de Rafael Ochoa pelo Tumblr e fiquei intrigado por aquelas imagens tão clássicas mas com provocantes detalhes contemporâneos. Elas transmitem sentimento apesar de serem 100% digitais. Remetem a pintores barrocos e lembram um pouco os editoriais de moda, tudo harmonizado por uma luz perfeita. Quase podemos ver as pinceladas mas elas não existem de fato.

Misturando vários momentos da história da arte a outros do cotidiano moderno, o canadense nascido em 1983 utiliza os mais modernos softwares para costurar imagens coletadas das mais variadas fontes e desenvolver seu trabalho que, nas novas abrangências da expressão artística, já pode ser visto em algumas das mais importantes galerias e publicações de arte contemporânea. 

É cada vez maior o número de artistas que trabalham sobre pixels e renderizações. Confesso que ainda prefiro artistas que utilizam pincel e tinta mas talento de Ochoa é incontestável e meio que nos obriga a vencer qualquer preconceito sobre os meios para nos deleitarmos com a obra em si.










0 comentários: