David Bowie, O Poder do Camaleão


A morte de David Bowie, dois dias depois de seu aniversário e do lançamento de seu último álbum, BlackStar, deixou o mundo das artes mais pobre.


Não é exagero dizer que David Bowie foi o mais importante, completo e influente artista do século XX. Cantor, compositor, produtor musical, ator, escritor e artista plástico, Bowie antecipou tendências musicais, estéticas e comportamentais durante 5 décadas.


Sempre à frente de seu tempo, Bowie antecipou o punk, inventou o glam rock, popularizou a música eletrônica. Produziu e apadrinhou nomes como Lou Reed e Iggy Pop. Influenciou seus contemporâneos e muitos que vieram depois, assumem que não existiriam sem ele.


Na música fez parcerias históricas com artistas como Brian Eno, John Lennon, Pete Townshend, Chuck Hammer, Tom Verlaine, Queen e Massive Attack.


Para campos que não dominava, Bowie soube recrutar talentos que pudessem reproduzir suas idéias. Foi assim em diversas parcerias, como a com o designer Kansai Yamamoto que criou o icônico macacão inspirado em um figurino da Bauhaus na turnê Aladdin Sane.


Bissexual assumido e abusando do visual andrógino, Bowie antecipou também discussões sobre a igualdade entre os sexos. Na moda, Bowie inspirou e usou Jean Paul Gaultier, Alexander McQueen, Givenchy e Balmain, para citar apenas alguns.


No cinema Bowie foi dirigido por Nagisa Oshima, David Lynch, Tony Scott e Julian Schnabel; contracenou com Catherine Deneuve, Susan Sarandon e Tilda Swinton; e no teatro viveu o lendário Joseph Merrick em O Homem Elefante. Recentemente escreveu a peça Lazarus, em cartaz no New York City Theater.



Seu lado menos conhecido talvez seja o de artista plástico. Grande apreciador e colecionador de arte contemporânea, após um infarto sofrido em 2004 Bowie se dedicou ao desenho e à pintura, produzindo a partir de então obras que serviram para ilustrar seus trabalhos. Muitas dessas estão em coleções particulares e galerias, outra parte foi reproduizda em gravuras à venda pelo site bowieart.












0 comentários: